• Compartilhe

Os Três Bloqueios da Cura Interior

Os Três Bloqueios da Cura Interior
Padre Rufus
d1
Quais são os três bloqueios que impedem nossa cura?
Primeiro Bloqueio: Falta de Perdão.
O primeiro bloqueio para sermos curados é a falta de perdão. Por um longo tempo nós sentíamos que o único bloqueio para a cura interior era a falta de perdão.
Um dia um discípulo veio a Jesus e pediu: “Senhor, ensine-nos a orar”.
Eles não pediram para que Jesus ensinasse a pregar ou ensinasse a curar, mas o discípulo pediu para Jesus: “nos ensine a orar”.
Era como se ele estivesse dizendo para Jesus: “por que é que quando o Senhor ora tudo acontece?” “E por que é que quando a gente ora nada acontece?”
São Tiago nos dá as razões:
1.      A razão pela qual a nossa oração não é atendida é por que, de fato, nós não oramos.
2.      Mas ele também nos dá outra razão: quando oramos, nós oramos da forma errada.
E portanto Jesus falou aos discípulos como rezar da forma certa e nos falou como rezar o Pai-nosso, que é a oração mais curta e mais completa, é a oração de Jesus, é se essa era a oração de Jesus deve também ser a nossa oração.
E toda vez que nós estamos pedindo para Jesus atender a nossa oração, quando nos prostramos diante dele, não esqueçam de dizer: “Pai, perdoa-nos assim como nós perdoamos as outras pessoas”.
Não é uma oração para lembrar Deus para Ele nos perdoar. Deus nunca condena, ele sempre perdoa. Essa oração nos ensina a pedir a Deus para sermos como ele: amando, perdoando e sendo compassivos.
Porque quando eu perdôo, eu estou me abrindo para o perdão de Deus para comigo.
No evangelho de Lucas Jesus se explica: o que queria dizer com esses ensinamentos?
Lucas capítulo 6, versículos 27 a 36: o que Jesus diz lá?
Essa foi a passagem que transformou a vida de Mahatma Gandhi, que é considerado o pai da minha nação. Essa passagem fez com que Mahatma Gandhi trabalhasse pela independência da Índia através do caminho da não-violência, pelo caminho da pacificação. A revista Times elegeu Mahatma Gandhi o homem do século.
Então o que é que Jesus fala nessa passagem de São Lucas?
Nós não ouvimos o Senhor dizer “ame seus amigos e odeie os seus inimigos”, mas Jesus diz: “o que tenho dito a vocês é que perdoe seus inimigos”.
Eu digo para vocês: “amem os seus inimigos”.
Eu digo para vocês: “orem pelos seus inimigos”.
Eu digo para vocês: “até mesmo sendo bons e reconciliadores com seus inimigos, se ele não quiser se reconciliar, ou até mesmo ataca o seu bom nome – o que é que Jesus nos diz para fazermos? – “estejam felizes, rejubilem-se”.
E Mateus comenta esse versículo: “Senhor, perdoa-nos, assim como nós perdoamos aos outros”.
Nada vai nos parecer mais com a imagem e semelhança de Deus do que o perdão das nossas vidas, pessoas que sabem perdoar. Então, hoje, durante a eucaristia, nós vamos trazer para a eucaristia e entregar todas as pessoas que nos magoaram e nos feriram durante toda a nossa vida. Nós somos perdoar essas pessoas do nome de Jesus.
Algumas vezes, claro, perdoamos as pessoas de forma errônea. Dizemos: perdoamos isto e aquilo, mas nós sabíamos o que estávamos fazendo, isso não é um perdão cristão, quando a gente perdoa parcialmente.
Como é que o Jesus perdoou na cruz? Quais foram as primeiras palavras de Jesus no evangelho de Lucas, na cruz, quando ele estava na cruz?
“Pai, perdoa-os”.
[Padre Rufus se dirige à platéia]
Foi só isso? “Pai, perdoa-os”?
[A plateia responde “não” e fica um momento de silêncio]
Vocês disseram mais alguma coisa, além do “não”?
O que vem depois que Jesus falou “Pai, perdoa-os?” O que vem depois?
[A platéia responde “Perdoai-os porque eles não sabem o que fazem.”]
Então, os brasileiros lêem a bíblia! (aplausos.)
Jesus não somente disse “Pai perdoai-os” mas disse: “Pai perdoe-os, mas não os responsabilizem porque eles não sabem o que estão fazendo”. Esse é o verdadeiro perdão cristão.
Quem somos nós para julgar os motivos das pessoas? Jesus disse: “não julgue. E vocês não serão julgados”.
Só Deus pode julgar nossos motivos.
Até mesmo São Estevão perdoou os seus inimigos quando eles estavam o apedrejado.
Quando alguém nos magoa gente pode até dizer: “Ah, eu já perdoei aquela pessoa”. Mas Deus esta lá, não é uma questão de vingança, mas o Senhor não quer a gente se aproxime dele senão perdoar de fato.
O que é que São Estevão disse? Estevão disse: Senhor, não tome a vingança sobre meus inimigos. “Senhor, não coloquei essa responsabilidade sobre os ombros deles”.
Nos Atos dos Apóstolos e é descrito que, a partir daquele momento que Estevão disse isso, seu rosto brilhava.
E foi aquela atitude de Estevão que mudou a atitude de São Paulo, que mudou a atitude daquele promotor que o havia acusado.
Segundo Bloqueio: Falta de Arrependimento.
E o segundo bloqueio para nossa cura é a falta de arrependimento.
Não arrependimento com relação a Deus, não existe problema com Deus. Não há problema com Deus.Ele está sempre muito mais pronto para nos perdoar do que nós estamos dispostos a pedir perdão.
O problema é com as pessoas à nossa volta. Eu tenho que pedir perdão e me arrepender do que eu fiz com as pessoas que eu magoei.
Perdoar aqueles que nos magoaram é mais fácil, faz-nos sentir santos, pessoas melhores. Mas, pedir perdão a alguém pode ser humilhante porque você poderá ouvir inclusive que “você está em falta”, “a falta foi sua”.
É o que nós precisamos fazer na missa de hoje. Eu sempre peço que as pessoas peçam perdão a todos as pessoas que por um acaso possam ter magoado durante a vida. E, mais importante, também é perdoar e pedir a cura daquela pessoa, orar por aquela pessoa.
É por isso que o rito do início da missa nós fazemos a confissão: “eu confesso meus pecados a Deus Todo-Poderoso e também confesso meus pecados aos nossos irmãos e irmãs”.
E só depois desse momento é que a missa continua porque o pecado não é algo simplesmente pessoal, o pecado pode afetar todas pessoas com quem vivermos.
Para um pecado ser perdoado não basta dizer: “Senhor, eu sinto muito”, mas nós temos que consertar e reparar o estrago que nós causamos.
Não basta dizer ao padre na confissão: “eu roubei um milhão de dólares”.
E o padre vai dizer: “você está perdoado. Vá em paz e desfrute de seu milhão de dólares”
Algum padre já disse isso? [“não” diz a platéia]
Você tem que devolver o milhão de dólares que você roubou.
Então só aí seus pecados estarão realmente perdoados. (aplausos.)
E há alguns pecados que, humanamente falando, jamais poderão ser reparadas.
Por exemplo:
-         Se alguém assassinou ou matou outra pessoa, essa pessoa pode devolver a vida aquela pessoa?
-         Se uma mãe abortou um bebê, ela poderá trazer de volta à vida aquele bebê inocente?
-         Se um irmão defraudou a propriedade de outro irmão, ele poderá retomar a prosperidade que era por direito de seu irmão?
-         Se um alguém calunia o bom nome de alguém, esse alguém conseguirá restaurar o bom nome daquela pessoa?
Não. Então não há saída. O inferno foi criado para os assassinos, trapaceiros, caluniadores e idólatras. Mas,
graças a Deus, Deus em sua misericórdia, nos oferece uma solução.
O que preciso fazer são duas coisas:
1.      Preciso pedir perdão em meu coração a todas as pessoas que eu possa ter magoado e causado algum mal em minha vida.
2.      E, ainda mais importante, eu preciso orar pela cura daquela pessoa.
Então, aí sim, o bloqueio da falta de arrependimento irá certamente ser removido.
Terceiro Bloqueio: Falta de Renúncia às Práticas Ocultas.
O terceiro bloco é a falta de renúncia. De alguma maneira eu não renunciei completamente às práticas ocultas que fiz e ainda estou fazendo.
Por isso tenho dito que há três fontes de problemas e de males no mundo:
1.      A primeira fonte de problemas é o meu pecado pessoal.
2.      A segunda fonte são as pessoas que estão à nossa volta.
3.      A terceira fonte é o inimigo que está acima e ao redor de nós.
É o que São Pedro diz: Primeira Carta de São Pedro capítulo 5, versículos 8 e 9. O que é que São Pedro diz? Ele sabe o que diz, porque ele teve uma experiência com isso, quando ele negou Jesus.
E ele está dizendo para você para mim, que seu inimigo é quem?
Sua sogra?
Saddam Hussein?
Hitler?
Stálin?
Osama Bin Laden?
Não.
São Pedro disse que o nosso inimigo é “o demônio”.
Em grego demônio significa “inimigo”.
E São Pedro diz que o seu único inimigo é “o inimigo”.
O único inimigo.
Porque ele é como um leão esperando e rondando para nos devorar.
Por isso São Pedro diz: “sejam vigilantes, não durmam, porque satanás jamais dorme. Mantenha os olhos bem abertos, sejam alertas, mas não tenha medo, não fiquem obcecados”.
É isso que São Pedro diz.
Então a maior e grande fonte do mal é o próprio inimigo.
Porque é que eu digo isso?
Porque a bíblia fala isso, do primeiro ao último livro a Bíblia fala sobre isso. E importante parte do ministério de Jesus foi libertar as pessoas de satanás.
E o que é que o Papa Paulo VI disse? Ele perguntou: “qual é a grande  necessidade da Igreja hoje?” – o Papa Paulo VI fez essa pergunta para todos da Igreja.
E o Papa Paulo VI mesmo respondeu: “Não pensem que a minha resposta vai ser uma resposta tola ou supersticiosa, mas a grande necessidade da Igreja hoje é sabermos como nos proteger e nos defender do grande inimigo que é chamado de o demônio”.
Mas eu creio que o inimigo existe não só porque a Bíblia fala, não porque a Igreja diz assim, mas porque no meu ministério pastoral como sacerdote, eu me deparo com essas situações quase todos os dias, situações em que não há explicação humana e nenhuma solução humana.
O que é Alvo de Ataque do Inimigo?
Fantasy_The_struggle_of_good_and_evil_041391_
Então, como saber se o problema que a pessoa tem não é alguma coisa pessoal apenas? Não é algo emocional? Mas é algo diabólico?
Mas qual é a primeira área da minha vida pessoal que está sob ataque do inimigo?
Número 1: Minha Vontade.
O demônio irá atacar primeiro a minha vontade.
E Jesus sabia disso. Jesus sabia disso porque a o oração que ele fez no jardim do Getsêmani foi: “Senhor, a sua vontade e não a minha”.
E Jesus disse que nós precisamos rezar para que “a vontade do Senhor possa prevalecer”.
Número 2: Meus Hábitos Compulsivos de Pecado.
O demônio atacará nossa vontade através dos hábitos compulsivos de pecado, desde alcoolismo até o vício às drogas.
Tenho tido diversos casos em que apenas uma breve oração de cura e libertação foi suficiente para vencer os hábitos compulsivos de alcoolismo e vício as drogas, curando e libertando as pessoas instantaneamente e definitivamente.
Número 3: Minha Mente, Meu Intelecto.
Em segundo lugar o inimigo quer atacar a minha mente através do que chamamos de “novos movimentos religiosos”
Frequentemente nossos jovens ficam hipnotizados e são capturados por esses movimentos religiosos muito estranhos ou pelas teorias dos movimentos chamados “Nova Era”.
Por isso São Paulo diz: “deixe que somente Jesus capture sua mente. Não me permita que o inimigo mantenha sua mente cativa”.
E todo o mundo hoje está repleto de todo tipo de estranhas teorias e práticas.
Número 4: Minhas Emoções.
Em terceiro lugar o inimigo poderá atacar também as minhas emoções.
Por exemplo, trazendo:
-         Desconfiança na vida matrimonial
-         Inveja no meu trabalho
-         Colocando medos no meu coração
-         Colocando tendências suicidas no meu coração
É isso que o inimigo faz com os terroristas: o terrorista pensa que está fazendo a vontade de Deus ao matar crianças e bebês inocentes.
Sabemos que esse trabalho é feito por satanás e não por Deus.
Número 5: Nosso Corpo.
O inimigo pode até mesmo atacar o meu corpo.
Em todos os lugares eu encontro casos onde as pessoas dizem aqui foram a todos os médicos do mundo inteiro e todos eles disseram: “não podemos curá-lo”. “Não sabemos o que está errado com você”. “Não conseguimos descobrir”.
Quando um caso assim vem para mim eu fico feliz porque eu sei que Jesus pode libertar e curar, porque Jesus diz: “o que é impossível para o homem é possível para Deus”.
Número 6: Meus Relacionamentos.
O inimigo pode atacar também os meus relacionamentos.
Especialmente o meu relacionamento matrimonial e meu relacionamento familiar.
O inimigo pode atacar pessoas com posição de liderança: tanto no Estado quanto na Igreja.
Número 7: Minhas Propriedades.
O inimigo poderá atacar minhas casas, meus equipamentos e minhas propriedades.
De Onde Partem os Ataques do Inimigo?
Mas então será necessário eu saber de onde vêm esses ataques de onde partem esses ataques.
Número 1: Nossa Árvore Genealógica.
A primeira fonte da atividade demoníaca é a minha árvore genealógica.
É onde os meus ancestrais podem ter se envolvido em práticas ocultas ou satânicas ou falsas religiões, ou práticas ocultas de qualquer tipo, ou tendo amaldiçoado seus descendentes, ou jogado feitiços, você pode ter a certeza de que o que está acontecendo agora, a raiz dos problemas está lá nos antepassados.
Número 2: As Pessoas ao Meu Redor.
A fonte para o ataque também podem ser as pessoas que vivem à minha volta.
É muito comum a gente ouvir dizer que um casamento foi destruído por causa de ciúme ou inveja de um membro da família.
Muitas vezes o casal tem um relacionamento amarrado por causa de alguma maldição que algum membro da família lançou sobre aquele casal por inveja.
Quando uma pessoa tem inveja porque a outra está prosperando, ela lança uma maldição sobre aquela pessoa.
Muitas vezes o seu melhor amigo tem inveja porque você conseguiu um emprego muito bom. E até mesmo seu melhor amigo vai até o inimigo, que entra e destrói seu status no trabalho.
Número 3: Eu mesmo.
Mas a razão principal por haver tanta atividade diabólica na minha vida sou eu mesmo, a fonte principal sou eu mesmo.
Se eu procurei ajuda fora de Jesus como, por exemplo, se procurei um leitor de mãos, ou procurei uma cartomante, ou se fui a um adivinho, ou um médico feiticeiro, se eu ouvi certos tipos de música como rock pesado, se eu tive acesso a certos programas de televisão, mesmo certos sites na Internet, eu me expus ao poder de satanás até mesmo expondo as minhas terceira e quarta gerações.
Terceira Etapa: Renunciar às Práticas Ocultas e Voltar-se a Jesus.
Cada país apresenta, como o Haiti, as suas próprias práticas ocultas, chamado de nomes diferentes.
Eu estava dando retiro para sacerdotes de uma determinada diocese, em determinado país do mundo, e lá me disseram que os próprios padres, que os próprios sacerdotes, todos eles procuravam médicos feiticeiros.
Você já ouviu falar de macumba?
[a platéia responde que “já”]
Vocês todos aqui já freqüentar macumba?
[a platéia responde que “não!”]
Mas ouvi dizer que todo brasileiro frequenta ou já foi para a macumba.
[a platéia protesta e responde não]
Eu quero dizer para qualquer pessoa aqui, que foi para macumba ou nacumba ou pacumba, ou qualquer coisa do gênero, mas não a Jesus, você colocou a si próprio sob o poder de satanás e expôs até suas terceira e quarta gerações foram submetidas a isso, por causa do poder de satanás.
[Uma mulher começa a gritar, bem alto.]
Não olhem para lá ou o demônio pode vir para você!
[o padre se vira para a tradutora com sentido de urgência e diz: “tell them do not look there!”]
Não vamos olhar para o que está acontecendo, o padre está pedindo para não olhar. Continuem olhando para ele aqui na frente. Porque isso é uma exibição do inimigo, ele quer distrair vocês.
É um exemplo! (aplausos.) (ovação.).
- Vocês querem ficar desse jeito?
- Não!
- Percebam quanto os homens fortes foram necessários para segurá-la!
Um outro caso… [o padre se refere a mais uma cura e libertação necessária]
Portanto, o terceiro bloqueio para minha cura é qualquer envolvimento com práticas ocultas, com satanás.
Meios de Comunicação pelos quais satanás nos Atinge.
Satanás pode atacar através de vários meios de comunicação tais como comida e bebida.
Até mesmo por presentes.
Até mesmo por objetos religiosos como estátuas e medalhas.
Até mesmo por telefone e e-mail.
O demônio pode usar qualquer meio de comunicação para realizar seus ataques, para atingir a aqueles que ele está buscando.
Então é necessário não somente me arrepender, eu preciso renunciar a qualquer conexão que tive com o reino da escuridão.
Eu vou contar para vocês uma pequena história. É claro que eu tenho muitas histórias para contar mas eu não tenho tempo e eu escolhi essa história para vocês perceberem que o inimigo usa todo o tipo de meio para nos enganar e para nos atacar.
Especialmente nesses dias atuais através de vários movimentos religiosos que têm vindo de meu próprio país e de tantos outros países.
Caso: Objetos Religiosos Contaminados.
Existe uma família em Bombaim que é muito chegado a mim. Eles são muito próximos e me acompanham de perto no ministério de cura e libertação.
A mãe é professora de escola e o filho caçula é meu assistente.
Um dia ele me disse:
- Padre será que se podia rezar uma missa lá em casa?
- Mas eu já fui uma ou duas vezes antes.
- Mas padre, nós temos uma necessidade em especial agora, porque nos últimos nove meses eu não sei mais do que a felicidade, o que é estar feliz. Ninguém gosta de ficar em minha casa. Eu não sinto mais prazer em ficar em casa.
Eles costumavam ter uma reunião preparatória como grupo de oração uma vez por semana na casa deles.
- Eu não consigo mais nem orar, neste momento. Está ocorrendo alguma coisa na minha família. E quando eu saio de casa me sinto feliz, porque a minha casa está como o inferno.
Então eu fui fazer a missa naquela casa. Então o rapaz trouxe uma estátua de Jesus para que eu pudesse abençoar. Era uma estátua do Sagrado Coração de Jesus. Era uma linda estátua, muito cara, que foi dada por um amigo da família para o casal, o filho mais velho e sua esposa.
Então eu comecei a fazer uma oração.
A esposa do filho mais velho era filipina.
A estátua fora dada pelos amigos do casal que eram hindus.
Então, os dois irmãos me pediram para eu rezar abençoando a estátua e as famílias.
Então: o mais velho havia-se casado com uma moça filipina e a estátua era presente de um casal hindu.
Eu repito, a estátua foi dada pelo casal hindu, que eu supunha que eram bons amigos do casal, do filho mais velho e da filipina. Vocês escutaram bem?
Então eu orei por essa imagem e eu abençoei aquela imagem.
No momento em que eu abençoei a imagem, a esposa filipina do filho mais velho caiu. Ela parecia estar possuída e uma voz saía da boca da filipina: “Fui eu que dei essa estátua, porque o meu casamento não está bem”. “E o casamento deste casal católico é tão bom”. “Eles têm uma ótima situação financeira”. “E nós temos todos os tipos de problemas financeiros”.
Então, quando a estátua foi comprada, a mulher colocou uma maldição sobre a imagem e presentearam o casal católico com essa estátua. Para destruí-los. Para destruí-los.
E essa filipina estava falando comigo na língua hindu, uma língua que ela não conhecia, falando perfeitamente a minha língua natal, até mesmo falando melhor do que eu mesmo.
[outra pessoa na platéia está tendo ataques.]
Vocês estão vendo? Não fiquem como essa pessoa. (aplausos.)
Quanto mais eu ficar, mais pessoas vão se manifestar. Então não vou ficar aqui muito tempo. (aplausos.)
[“Fica! Fica! Fica!” A platéia em coro.] (aplausos.)
Então através da mulher que caiu foi o próprio inimigo que me disse por que é que aquela família estava sofrendo já por nove meses.
Uma família muito próxima de mim e agora não orava mais, não tinha mais paz, com problemas dia e noite, era o inimigo.
Quando a esposa filipina voltou à consciência, ela não sabia o que tinha acontecido e nós não contamos para ela.
Então depois eu disse para a família: “esta imagem tem que sair imediatamente desta casa, esta noite na casa de vocês, caso contrário eu não me responsabilizarei pelas conseqüências”.
Geralmente as pessoas querem ter uma imagem do Sagrado Coração de Jesus em suas casas. Eu tenho visto vários casos onde o inimigo usa imagens, terços, medalhas, como um meio para o seu ataque. Então por isso é necessário que se abençoem as estátuas, o terço, as medalhas, as imagens.
Então eu disse: “essa imagem tem que sair dessa casa esta noite”.
- Mas como é que nós vamos nos livrar dessa imagem?
- Dê ao seu padre da paróquia. (risos.)
- E aí seus problemas vão se tornar problemas do padre. (risos.)
De qualquer forma, no dia seguinte eles me disseram que eles não deram para o pároco deles. Mas, pegaram dois martelos e despedaçaram a estátua em milhares de pedaços. (aplausos.)
Pegaram aqueles pedaços e jogaram no mar. E daquela noite em diante se tornaram uma nova e abençoada família. (aplausos.)
Conclusão.
Por isso o mais importante é o que Jesus nos disse. O mais importante é o seguinte, ele disse algo que não é bom e aí algo que é bom. O que ele disse que não é bom? “O mundo inteiro está sob o poder de satanás” – foi o que Jesus disse.
resurection

“O mundo inteiro está sob o poder de satanás”. E depois ele dá a boa notícia: “mas não tenho medo, sem medo, porque eu conquistei o mundo!” “Eu conquistei o inimigo!” (aplausos.)

 

Oração:

CURA INTERIOR DA VIDA PRESENTE

Pai do céu , queremos agradecer por tudo que nós temos visto o Senhor fazer durante toda a nossa vida . queremos Te louvar, Senhor , por todas as bênçãos , as bênção que nos rodeiam , a bênção da fé católica, pela bênção da educação cristã , pela bênção da Renovação Carismática, a bênção desta comunidade e pela bênção deste retiro .

Pai do céu , nós queremos nos perdoar de todos os sentimentos , todas as coisas que nos acompanharam até nossos dias atuais. Senhor , o senhor disse que todas as coisas contribuirão para o nosso bem porque o senhor nos ama. O senhor pode, Senhor, derramar sua bênção sobre cada um de nós , e sei que o Senhor toma controle de toda minha vida.

Pai do céu , eu te agradeço especialmente pela bênção de ter dado a mim Jesus , o próprio seu filho, a quem o senhor enviou para que fosse o meu salvador e libertador.

Obrigado Jesus, por morrer na cruz por mim , por perdoar todos os meus pecados, por ter derramando a Seu precioso sangue por nós, e termos visto coisas, Senhor, que nunca teríamos visto.

Senhor, eu te louvo pelo dom precioso do arrependimento , a grande libertação do Homem .

Senhor, me ajude a realizar o bem daqui para diante e confessar tudo o que eu fiz durante a minha vida até hoje .

Senhor , eu sei que o senhor aboliu todos os meus pecados colocados aos pés de sua cruz, todos os meus pecados são entregues e o Senhor é exaltado no altar de sua redenção.

Obrigado , Senhor , pela sua promessa em Jeremias, “eu perdoarei o pecado dos meus filhos , eu jamais me lembrarei do que eles fizeram outrora”.

Obrigado, Senhor , porque através do profeta Jeremias o Senhor disse que os meus pecados , escarlates , seriam transformados em cor branca como a neve.

E eu te peço , senhor , que me cure de qualquer ferida emocional e peso na minha vida.

Muito obrigado, Jesus , porque o senhor caminhou por todo o meu passado e me curou de todas as minhas experiências dolorosas, e o Senhor está dizendo para mim agora para eu não me lembrar do que se passou na minha vida, as coisas que aconteceram há muito tempo atrás, que eu não me lembre delas, porque agora estou renovando a minha vida .

Vocês não veem ? o Senhor está fazendo todas as coisas novas, até mesmo agora o Senhor está trazendo uma nova força .

E te agradeço , Jesus , pela promessa do Espírito Santo . O Espírito, doador da vida.

E te agradeço , Jesus , por trazer o Espírito Santo para residir em cada um de nós para me dar uma nova vida , uma nova alegra e uma nova paz.

E , finalmente , eu te agradeço , também por trazer sua mãe , Maria , para mim .

E eu posso chamar à Sua mãe , também de “minha mãe”.

Maria, que esteve de pé diante de Sua cruz , também vai caminhar comigo por toda a minha vida.

E Maria nos lembra para que escutemos ao seu filho , Jesus , o filho que durante todos esses anos tem me instruído , tem me ensinado .

Obrigado , Maria , por ser a Mãe da Misericórdia.

Obrigado , Jesus , por sua Divina Misericórdia.

 

fonte: http://www.padrerufus.net.br/2012/08/etapas-para-cura-interior.html

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • Comente no Facebook

  • Receba nossas atualizações por email

    Enter your email address:

    Delivered by FeedBurner