• Compartilhe

Maria, nossa Via Mística para Cristo

     regina-mundi11b

Introdução

      A devoção a Maria (e todas as práticas devocionais a Ela relacionadas) é um Caminho seguro que nos leva até Cristo. Esta devoção é acessível para todas as pessoas – seus filhos e filhas – de qualquer idade, de qualquer nível cultural – dos mais simples aos mais letrados, e para os cristãos de qualquer denominação.

       Maria tornou-se Mãe de todos os discípulos de Jesus no momento da crucificação:

26.Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho.27.Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.

João 19, 26-27

      Ao oferecer sua Mãe para o discípulo João, Ele expressou ali uma importante instrução para todos os seus discípulos – receberem Maria como Mãe!

       Maria… Nossa Mãe Maria, é aquela que, com o seu SIM dado ao Arcanjo Gabriel, tornou possível a vinda de Cristo ao mundo! Cristo, gerado por Maria e concebido pelo Espírito Santo que é Deus, veio ao mundo, dentro de um corpo por meio de Maria. Ela foi a escolhida de Deus para sua manifestação na Terra. Perfeitíssima, imaculada, sem a mancha do pecado original que toda humanidade trás em si, Ela gerou, alimentou com seu sangue, nutriu e educou Jesus, nosso Cristo redentor! E Jesus, em sua instrução na cruz, mostrou-nos que Nela, Ele seria gerado em cada um de nós!

“Eu vivo, mas já não sou eu quem vive, é Cristo que vive em mim” (Gálatas 2,20)

      A maternidade de Maria não cessou e com Ela, por meio Dela, Cristo é gerado em nós, de modo que vivamos inteiramente dedicados a revelar Cristo na Terra.

      Ela é Theotokos, portadora de Deus ou a que dá à luz Deus e Ela não cessa de realizar isso. Sua ação mística em todos os seus filhos faz-se sentir por todos aqueles que a reconhecem como Mãe e se colocam serena e amorosamente em seu seio Virginal. E Ela é Virgem, porque quando gera Cristo em cada um de nós, não gera outro Cristo (ou muitos Cristos), mas apenas UM CRISTO, o mesmo que esteve entre nós há mais de dois mil anos atrás e que estará conosco até o fim dos tempos.

 jusus_theotokos

Apareceu um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas” (Ap 12,1).

       Ela é a “mulher vestida de Sol”, aquele que reflete a Luz, que é Cristo. A “coroa de doze estrelas” descrita no Apocalipse representa as doze tribos de Israel, significando que a Virgem Maria está no centro do povo de Deus. Místicos e santos cristãos consideram também que as doze estrelas são doze graças com que a Santíssima Trindade revestiu Nossa Mãe, é a sua coroa de Glória.

      Todos que, aceitando a instrução de Jesus Crucificado e aceitam receber Maria em suas vidas, serão nutridos, esclarecidos pela sua Luz, alimentados com seu leite, conduzidos pelo seu espírito, sustentados pelo seu braço e guardados sob a sua proteção, visando o fim último que é CRISTO!

      Em outras postagens darei algumas “pinceladas” sobre nossa caminhada Mística com Maria, suas devoções, aparições, orações e meios para que nossa devoção a Nossa Mãe Maria produza em nós frutos de amor e santidade. Esta caminhada espiritual é única para cada um de seus filhos, e ela começa no “ordinário” para o extraordinário, imprimindo em nós, o seu Filho Jesus.

      Recebamos Nossa Mãe Maria como crianças, humildes e confiantes. Seguremos sua mão com amor e deixemo-nos guiar por Ela…

Oração em honra a Coroa de Glória de Nossa Senhora

Our Lady of Loreto

São Luís  Grignion de Montfort propõe que nós rezemos 12 Ave-marias contemplando os mistérios, fazendo a coroa de glória a Nossa Senhora, que são as doze estrelas.

A primeira é o mistério da maternidade divina. Deus desde toda a eternidade a predestinou para ser a Mãe do Salvador, mas Ele não a obrigou, Ele enviou o anjo para perguntar a Ela e o anjo a saudou: “Ave cheia de graça, o Senhor é contigo”. Deus olhando para ela diz: você é cheia de graça; ela foi a única criatura que achou graça diante do Senhor. Ela foi a única que o demônio não tocou. Ela foi a única digna de conceber o Filho de Deus encarnado.

Quem é que pode anular essa graça de Deus? Se Deus a saúda, quem de nós poderá deixar de fazê-lo? Só quem for desobediente a Deus. Essa é primeira estrelinha, ela foi escolhida para ser Mãe de Deus.

Ave Maria…

A segunda é a Imaculada Conceição, pois foi concebida sem o pecado original, o demônio não pode tocar nela, Maria era cheia de graça, nela não havia nada, a não ser graça. A Santíssima Virgem não poderia ter o pecado original, isso seria uma desonra a Deus. “Imaculada” que dizer “sem mácula”, “sem pecado”.

Ave Maria…

A terceira estrela é Maria sempre Virgem: antes, durante e depois do parto, não há explicação da ciência, mas se a luz consegue atravessar o véu sem rasgá-lo, muito mais o Pai do Céu pode realizar o milagre de Maria. “Para Aquele que é extraordinário todos os fatos são excepcionais” (Santo Agostinho).

Ave Maria…

A quarta estrela é Maria, Filha predileta do Pai: o Pai escolheu entre todas as mulheres a Maria, ela foi escolhida pela sua humildade, como diz no “Magnificat”; o que lançou a humanidade na morte foi a soberba de Adão e Eva. Santo Irineu dizia: “Eva com seu pecado introduziu a morte no mundo, Maria com sua obediência introduziu a vida”.

Ave Maria…

A quinta estrela é Esposa do Espírito Santo: ela concebeu por obra do Espírito Santo, ela é a Esposa mística do Espírito Santo, Maria tem um relacionamento perfeito com a Santíssima Trindade, do Pai ela é filha, do Filho ela é Mãe e do Espírito ela é esposa.

O que essa Mulher não consegue tirar de Deus? Só o que ela não quiser, o que não convém.

Ave Maria…

A sexta estrela: Maria é a mais humilde a quem Jesus se submeteu, o nome “Maria” vem de “mar”, o mar é esplendoroso, pois aceitou ficar abaixo alguns centímetros de todos os rios, Maria também é assim: por isso, Deus a escolheu olhando para a humildade de Sua serva.

Ave Maria…

A sétima é que recebeu o poder de esmagar a cabeça do inimigo de Deus; ela aparece em toda a Bíblia, de Gênesis até Apocalipse.

Ave Maria…

A oitava estrela é a “Medianeira de todas as graças”, os santos doutores da Igreja dizem que todas as graças passam pelas mãos de Maria, mesmo as que você pede aos santos, é ela quem as distribui.

Ave Maria…

A nona estrela é “Maria aos pés da cruz”, Jesus, com lábios cheios de sangue, disse a última coisa: “Filho, eis a tua mãe. Mãe, eis aí o teu filho”, João naquele momento representa toda humanidadel.

Ave Maria…

A décima estrela é “Maria, assunta ao céu”, aquele corpo, que gerou o Filho de Deus, não poderia ser destruído. Papa Pio XII proclamou que ela foi assunta aos céus de corpo e alma.

Ave Maria…

A décima primeira estrela é: “Maria, coroada no céu como Rainha”, Maria foi coroada como Rainha pela Santíssima Trindade, ela é a Rainha dos santos, dos anjos, do céu, da terra, dos doutores. Isso não é fantasia, é verdade de fé, isso significa que abaixo de Deus, abaixo da Santíssima Trindade, o maior poder é dado a ela por Deus, não pela natureza, mas pelo próprio Deus.

Ave Maria…

A última estrela é que “Maria é aquela que recebeu de Deus todas as graças, honras e méritos”, que não são apenas 12, são todas as outras. O Todo-poderoso não precisa de nada nem de ninguém, mas Ele quis precisar de Maria, assim como Ele quer precisar de nós querendo que sejamos evangelizadores; Ele não precisava, mas Ele quis precisar de nós.

Ave Maria…

 

 

Você pode comentar aqui, perguntar; na medida do possível…responderemos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • Comente no Facebook

  • Receba nossas atualizações por email

    Enter your email address:

    Delivered by FeedBurner