• Compartilhe

8 de maio – A HORA DO MUNDO

Dia 08 de maio – ” A hora do mundo”.

Súplica à Rainha do Santíssimo Rosário de Pompéia.

Breve história da Súplica e do santuário de Pompeia – Itália.
A célebre oração mariana foi composta em 1883 pelo beato Bartolo Longo

A “Súplica à Rainha do Santo Rosário” de Pompeia é uma oração composta em 1883 pelo beato Bartolo Longo, fundador, na cidade de Pompeia, do Santuário e das obras de caridade anexas a ele.

A Súplica é solenemente recitada duas vezes por ano, em 8 de maio e no primeiro domingo de outubro. No dia 8 de maio de 1915, a oração chegou ao Vaticano: ao meio-dia, Bento XV e as autoridades vaticanas a recitaram na Capela Paulina. Desde então, a tradição continuou com os papas sucessivos.

O beato definiu a Súplica como “A Hora do Mundo”, porque, ao mesmo tempo, em diferentes partes do mundo, milhões de fiéis se reúnem para recitá-la. A Súplica, ao longo dos anos, foi traduzida para dezenas de línguas, do inglês ao russo, do urdu ao armênio, do maltês ao tâmil.
Foi no Santuário de Pompéia que o Santo Papa João Paulo II, abriu o ano do Rosário em outubro de 2002, e através da Carta Apóstólica “Rosarium Virginis Mariae”, instituiu os Mistérios Luminosos, e assim sendo o Rosário passou a contar com 200 Ave-Marias, divididas entre os Mistérios: Gozozos, Luminosos, Dolorosos e Gloriosos, e concluiu a carta: “Retomai confiadamente nas mãos o terço do Rosário”[...] “E que este meu apelo não fique ignorado…”
“Rezai o terço todos os dias” (Nossa Senhora de Fátima)
Amém
Nossa Senhora do Rosário de Pompéia (Itália)
Esta bela oração encerra a Carta Apostólica sobre o Santo Rosário enviada por Sua Santidade o Papa João Paulo II:
NossaSenhoradoRosario
Súplica à Rainha do Santo Rosário:

“Ó Rosário bendito de Maria, doce cadeia que nos prende a Deus, vínculo de amor que nos une aos Anjos, torre de salvação contra os assaltos do inferno, porto seguro no naufrágio geral, não te deixaremos nunca mais. Serás o nosso conforto na hora da agonia. Seja para ti o último beijo da vida que se apaga. E a última palavra dos nossos lábios há-de ser o vosso nome suave, ó Rainha do Rosário de Pompeia, ó nossa Mãe querida, ó Refúgio dos pecadores, ó Soberana consoladora dos tristes. Sede bendita em todo o lado, hoje e sempre, na terra e no céu ».

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • Comente no Facebook

  • Receba nossas atualizações por email

    Enter your email address:

    Delivered by FeedBurner